Expo Paraguaçu 2012
PATROCÍNIO:

A história da Expo Paraguaçu

Introdução

Paraguaçu sempre se identificou com as atividades agrícolas e, em menor escala, com a exploração da pecuária leiteira e de corte. Depois da década de 30, com a decadência do café, a nossa região viveu a era do “Ouro Branco”, em que o algodão predominava e motivava outras culturas, trazendo muita riqueza para todos os setores da vida econômica do Município. Com essa identidade, as grandiosas Festas do Algodão revestiam-se de caráter regional, ultrapassando muitas vezes os nossos limites, atingindo localidades bem distantes. Sendo o algodão uma lavoura predatória, as terras foram se esgotando e, no início dos anos 50, a região passou por um período de estagnação, mantendo entretanto os olhos voltados às atividades agropecuárias.

1ª Exposição Agropecuária – 1961 - Delegacia Agrícola

Com uma visão de futuro, o dr. Raul Edson Marcondes Neves, assessorado por José Carlos Matheus, José Jorge Júnior (Zeca Jorge), e membros do 4H Clube da Colônia Japonesa de Paraguaçu Paulista, do qual fazia parte Hiromi Nishizawa, promoveu através da Delegacia Regional Agrícola a 1ª Exposição Agropecuária de Paraguaçu Paulista, realizada no período de 22 a 23 de julho de 1961, no recinto da delegacia, situada na Rua 12 de Março. Essa primeira mostra surgiu timidamente, expondo 290 produtos hortifrutigranjeiros e apenas 5 animais. Foram registrados 2.300 visitantes. A 2ª e 3ª Exposição Agropecuária já teve um grande desenvolvimento em relação à primeira, e contou com o apoio decisivo da Prefeitura Municipal, através do prefeito Benedito Benício.

Exposição no Estádio Municipal Carlos Affini

A 5ª Exposição Agropecuária de Paraguaçu Paulista contou com o apoio total da Prefeitura Municipal, através do então prefeito Jayme Monteiro. Isidoro Simões presidiu a mostra, que obteve grande sucesso. Grande público visitou a 4ª Exposição Agropecuária realizada na Delegacia Regional Agrícola. A 4ª exposição continuou crescendo, com o novo prefeito Jayme Monteiro dando total apoio, tornando o espaço da Delegacia Agrícola pequeno para novas mostras. A 5ª Exposição Agropecuária de Paraguaçu, realizada no Estádio Municipal Carlos Affini, atraiu grande público. Entretanto, inexplicavelmente, encerrava-se aí o 1º Ciclo das Exposições Agropecuárias de Paraguaçu Paulista.

Festa do Algodão – 1969 – Campus da ESAPP

Por iniciativa do dr. Plácido Buchianéri Filho, e com o apoio de agricultores de Paraguaçu Paulista, Cruzália, Maracaí, Lutécia, Colônia Riograndense, Pedrinhas, João Ramalho e Gardênia, foi lançada a “Festa do Algodão, em 07 de junho de 1969. Com o esse nome, procurava-se reeditar o sucesso que as festas do algodão havia feito nas décadas de 40 e 50 em Paraguaçu. Sem saber estavam lançando a semente para uma nova Exposição Agropecuária: a idéia que foi encampada pela administração do prefeito Mitsuo Marubayashi, surgindo então a FAPI. Curiosamente, a Festa do Algodão ficou posteriormente conhecida como 1ª FAPI. As Feiras Agropecuárioas (FAPIs) tiveram um sucesso crescente até o ano de 1976, quando encerrou-se o 2º ciclo das exposições agropecuárias em Paraguaçu.

1º Encontro Agropecuário – 1982 – Campus da ESAPP

No ano de 1982, os alunos da Faculdade de Agronomia promoveram o 1º Encontro Agropecuário. No ano seguinte, 1983, durante o 2º encontro, acontecia o 1º Torneio Leiteiro. Era a nova semente que estava germinando. Assim, em 1985, surgiu a 1ª EXAPI, embora com pouca repercussão. A mostra teve um crescimento modesto até 1989, quando assume a prefeitura Carlos Arruda Garms.

EXAPI – 1989 – Campus da Esapp

O presidente da comissão executiva, Élio Marson, faz a abertura da 5ª EXAPPI; ao seu lado direito o prefeito Carlos Arruda Garms Foto Vista parcial da 5ª EXAPI A partir de 1989, o prefeito Arruda formou uma comissão executiva, presidida por Élio Marson, contando com uma equipe dinâmica de colaboradores. A exposição atingiu um desenvolvimento fora do comum, com um sucesso inigualável. A 5ª EXAPPI foi realizada no período de 03 a 11 de junho de 1989. No início das EXAPIs havia grande dificuldades de se conseguir expositores; os financiamentos bancários no setor e a boa qualidade dos animais foram modificando esse panorama, despertando o interesse de criadores de toda a região, que trouxeram para Paraguaçu animais de alta linhagem. O prestígio da EXAPI alcançou uma grande parte do Estado de São Paulo, atravessando as fronteiras do Paraná e Mato Grosso. Em 1992, ao deixar a prefeitura, Arruda deixava também a EXAPI em grande momento. Mais de 100 expositores participaram da feira, que teve a presença de mais de 100 mil pessoas. O nível do shows também cresceu e naquele ano de 92 apresentaram-se na 5ª EXAPPI os artistas: Sérgio Reis, René & Ronaldo, Cristian & Ralf, Gean & Geovanni, Rita Cadillac, Bozzo e Sérgio Malandro. A partir daí, a mostra entrou em plena decadência, encerrando-se o 3º ciclo das exposições agropecuárias, o que voltaria só na década de noventa.

1º Fest Rodeio – 1999

O 1º Fest Rodeio já nasceu grande. Foi nessa época, setembro de 1999, que se deu a inauguração do Centro de Convergência Turística. A primeira festa de rodeios de Paraguaçu foi muito bem estruturada e, apesar de ter cores locais, atraiu um público de mais de 15 mil pessoas por dia. O prefeito ficou entusiasmado com a festa e declarou que a partir de 2000 o Fest Rodeio seria regionalizado. A grande atração desta 1ª edição da festa foram os famosos locutores, estrelas do rodeio de Barretos: Marco Brasil, Kiko Pompéia e Fernando de César, este último de Paraguaçu, mas com experiência em rodeios por todo o Brasil e até no exterior. Os shows foram tímidos, com artistas ainda sem muita expressão no cenário musical brasileiro: Fruto Proibido, Banda Texas Boys, Sérgio Augusto e Serginho, Banda Metrópole, Hábeas Corpus e Banda Brasil 2000. O público atendeu as expectativas e proporções da festa. Nascia assim uma nova paixão paraguaçuense.

2º Fest Rodeio – 2000

O 2º Fest Rodeio cresceu. Além do parque de diversões internacional, praça de alimentação, exposição comercial e industrial; aconteceu a prova do Laço, o concurso da 1ª Rainha do Fest Rodeio, o campeonato de Motocross, cavalgada, piseiro country, rodeio da Esapp, rodeio amador e o rodeio profissional, que trouxeram grandes cowboys de Barretos para a Estância Turística. Um público imenso prestigiou a festa. Os shows já demonstravam para onde caminhava o setor artístico da festa. Se apresentaram: Banda Silverado Country, Banda Jair Supercap Show, Banda Fruto Proibido, Clube da Viola no Baile do Cowboy, Banda Texas Boys, Banda Corpo e Alma, Banda Edição Especial, Banda Cowboy do Asfalto e Banda Santa Esmeralda.

3º Fest Rodeio – 2001

Sob a nova administração, o Fest Rodeio começou a perder o embalo. As competições de rodeio procuraram manter o nível, em função da dedicação de uma equipe de amantes do esporte, mas a festa, em seu todo, perdeu a empolgação. O evento, que deveria ser realizado em setembro para manter a tradição, foi mudado para dezembro, devido ao atraso da organização. Foram apresentados shows de artistas totalmente desconhecidos, que não atraíram o público, tais como: Jota Country, Roger e Hudson, Banda Arreio, Joaquim e Manuel, Gauchito, Marrom e Marinho, e Texas Bill Country Music. O público que visitou o recinto do Fest Rodeio foi o menor de todas as edições anteriores.

4º Fest Rodeio – 2002

O prefeito de então, buscando alternativas, mas descaracterizando o evento, criou um novo evento, a Expo Flora, que, realizado de forma paralela ao Fest Rodeio, programado neste ano, para o mês de novembro, ou seja, outra data diferente. A decadência da festa, iniciada em 2001, acentuou-se. As competições só trouxeram cowboys regionais e sem expressão.Os poucos shows dessa edição seguiram a mesma linha de 2001, com artistas desconhecidos: Banda Odisséia, Eclipse Banda Show e Allan & Arnaldo e Banda Galpão. A festa, completamente descaracterizada, dava sinais de fracassar.

5º Fest Rodeio – 2003

O 5º Fest Rodeio foi mais uma tentativa de resgatar uma festa que teria iniciado como uma grande possibilidade, mas que agonizava. As competições foram interessantes, mas os shows musicais repetiram os dois anos anteriores, não atraindo o público. Desta feita estiveram no palco: Ataíde e Alexandre, Paulo César e os Garotos de Ouro, Orbitais, Júlio César e Juliel, e Allan & Arnaldo com a Banda Galpão. Tudo conspirava para o desaparecimento da festa.

6º Fest Rodeio – 2004

Nesse ano, surgiu uma nova tentativa de resgate da festa. Por uma ação de várias ocorrências aconteceu o Encontro Nacional da Cultura de Mandioca, com um Curso de Processamento Artesanal de Derivados de Mandioca, um workshop de ovinocultores, o 3º Fest Cross, e um leilão de ovinos. A festa melhorou, mas os shows foram ainda com artistas regionais, mesclados por alguns nomes de certa expressão nacional: Banda Karisma, Thiago e Welton, Alma Serrana, Rastapé e Banda Realce. Uma decepção para o grande público que não compareceu. O público presente se limitou aos interessados no assunto e produtores! Durante o período de 2001 a 2004 o Fest Rodeio se desgastou, com uma programação abaixo do esperado pelo público, constantes alterações na data e no foco da festa e poucos atrativos, o que motivou sua suspensão por dois anos para uma total reformulação da organização e desenvolvimento do Fest Rodeio em Paraguaçu Paulista. Era preciso pensar grande e fazer da festa uma grande fonte de incentivo ao comércio, a indústria, o turismo e,colocá-la definitivamente no calendário das mais importantes festas da região, do Estado e até do País.

7º Fest Rodeio – 2007

Em 2007 o Fest Rodeio volta com força total. Os rodeios foram de primeira linha, com a presença dos maiores cowboys da atualidade. A festa ganhou um novo visual, com a padronização das barracas e stands. Tudo foi preparado com o maior cuidado, principalmente no item segurança, que ficou a cargo da Polícia Militar, Guarda Municipal e uma competente equipe de agentes particulares. A Saúde teve um atendimento especial, com um stand fechado e médico de plantão durante as 4 noites, fazendo o atendimento de emergência e prestando os primeiros socorros. Além dos grandes rodeios e shows, outras atrações embalaram a festa: praça de alimentação completa e variada, parque de diversões internacional, exposição de ovinos e pequenos animais, exposição comercial, campeonato de motocross, grande queima de fogos e show com o motoqueiro maluco Gene Fireball, entre outras novidades, marcaram o relançamento do Fest Rodeio. Os shows musicais tiveram como principal atração a mais badalada dupla sertaneja do Brasil: Rio Negro e Solimões, que atraiu um público incalculável em sua apresentação. Completaram a linha de shows do 7º Fest Rodeio as duplas: Don & Juan, Edson & Vinícius, e Thiago & Welton. O encerramento ficou a cargo da Banda Realce. Foi um renascer. A festa voltou à sua data tradicional e começou a ganhar credibilidade.

8º Fest Rodeio – 2008

Neste ano de 2008 o Fest Rodeio volta aos objetivos para os quais foi criado: ser uma atração nacional. Os hotéis ficaram todos lotados para o período da festa. Grandes shows, concurso da rainha do Fest Rodeio, exposições do comércio e indústria, praça de alimentação de primeira qualidade, parque de diversões internacional, atrairam turistas de todo o Brasil para conhecer a cidade e o Fest Rodeio. Grandes nomes com shows de projeção internacional foram programados para abrilhantar o palco da arena nas quatro noites do 8º Fest Rodeio: Inimigos da HP, Victor & Léo, César Menotti & Fabiano e Edson & Hudson. Na noite de abertura, quinta-feira, após uma tarde de futebol e ações sociais o espetáculo foi aberto por Inimigos da HP. Depois de duas grandes noites com público Record, Edson & Hudson fecharam a festa com chave de ouro. A presença de cowboys de nível internacional e uma boiada de qualidade, presentes na arena de Paraguaçu acabou por aí atrair um grande público local e polarizar a região com uma grande festa. A edição do Fest Rodeio 2008 superou todas as anteriores, consolidando a Estância Turística de Paraguaçu Paulista como Pólo Regional de Turismo e colocando, como foi a intenção desde a sua criação, o Fest Rodeio no calendário oficial do País das festas do gênero.

9ª Expo Paraguaçu – 2009

A partir deste ano a Expo Paraguaçu, com nova concepção e fazendo parte do Circuito Nacional Bavaria Clássica de Rodeios com o Fest Rodeio, entra definitivamente no calendário das grandes festas do Brasil, com grandes shows, boate, exposição agropecuária, prova dos 3 Tambores e muito mais. Trazendo shows de primeira linha, como: Zé Henrique & Gabriel (quinta – 17/09), Claudia Leitte (sexta – 18/09), Zezé Di Camargo & Luciano (sábado – 19/09), e Daniel (domingo – 20/09); a festa, com entrada franca em todos os dias, definitivamente cativou o povo de Paraguaçu Paulista e região, atraindo inclusive visitantes, parceiros e expositores de outros estados, devido à grande repercussão do evento. Só na boate os shows são de primeira linha com: João Carreiro & Capataz (17/09), Maycon & Renato (18/09), Camila Prates & Henrique e Thulio & Thiago (19/09), e Luan Santana (20/09). O sucesso do empreendimento está consolidado e a cidade deve ganhar muito com isso a partir deste ano."

10ª Expo Paraguaçu – 2010

No ano de 2010, mesmo com a morte de Carlos Arruda Garms – um trauma doloroso sofrido no início do ano por todos – o Prefeito Ediney assumiu e se comprometeu a realizar tudo que estava planejado e desejado pelo Prefeito Arruda para o ano de 2010. E a Expo Paraguaçu estava definida como prioridade do ano. E foi assim... Uma grande festa foi preparada e realizada pela Prefeitura Municipal de Paraguaçu Paulista para comemorar os 10 anos da criação do evento e, a partir deste ano, a Expo Paraguaçu, tomou contornos de uma grande festa popular do interior do Estado de São Paulo e uma grande oportunidade de negócios. Aumentada em um dia pelo Prefeito Ediney, quem compareceu ao recinto pode assistir grandes shows e grandes atrações. O evento teve, na quarta-feira, 15/09, Abertura Solene no Portal do recinto de exposições, Abertura Feira de Agricultura Familiar, Qualify Rodeio, Show Gene Fireball, Show com Eduardo Costa com entrada franca e Bailão do Palco Bavária com Murilo César e Danilo, também com entrada franca. Mesmo ampliando a duração e o nível da realização a festa permaneceu de portões abertos e prosseguiu na quinta-feira, 16/09, com uma Exposição de Frutas, apresentação dos Cavalos Luzitanos, inicio do Rodeio em Touros, show com João Bosco & Vinícus, Bailão do Palco Bavária e a primeira noite na Boate Mega Country Festival com João Márcio e Fabiano. Na sexta, 17/09, houve o incremento dos negócios e oportunidades com o Projeto Lucra Leite, em parceria com o Sebrae, apresentação da Esquadrilha da Fumaça, show com a Banda Realce (Paraguaçu) no Palco Bavária, Jean & Júlio na Boate e no palco principal Jota Quest. No sábado, 18/09, aconteceu o 1º Torneio Interestadual de Paintball, início da prova dos Três Tambores com a final sendo realizada na noite, semifinal do Rodeio em Touros, Banda Galpão (Assis) no Palco Bavária, Pedro Henrique e Alessandro na Boate e Leonardo no Palco Principal. No domingo, 19/09, a festa fechou com “chave de ouro”, começando o dia com a cavalgada oficial, a Prova do Team Roping (laço em duplas), 1º Leilão de Animais com grandes parceiros especializados; domingueira do pagode na Boate, Banda Galpão no Palco Bavária e o encerramento de festa na arena principal com a final do Team Roping, a final do Rodeio em Touros com a premiação de quase R$ 50 mil ao todo e o show de Bruno & Marrone. Tudo sempre com entrada franca, grande esquema de segurança com o recinto todo monitorado por câmeras e a participação alegre e feliz das famílias, prevendo uma grande e ainda maior realização em 2011.

11ª Expo Paraguaçu – 2011

No ano de 2011 a Expo Paraguaçu, depois de uma sequencia de grandes realizações, ultrapassou o status de festa e passou a ser uma grande feira agropecuária, comercial e industrial, trazendo em seu bojo, uma série de eventos paralelos que culminaram em colocar a Expo Paraguaçu como um dos principais eventos do gênero no Estado de São Paulo e já em destaque no cenário nacional. Exposição de máquinas, implementos, veículos, serviços, shopping comercial, parque de diversões internacional, ampla e variada praça de alimentação, exposição de animais com julgamento, leilão de animais, atividades de lazer, esportivas e recreativas, além de um amplo espaço para a realização de negócios. Um sistema de monitoramento por câmeras 24 horas em todo o recinto, incluindo estacionamento, em parceria com uma empresa especializada, a Policia Militar, Policia Civil, Corpo de Bombeiros e Guarda Civil Municipal. Linha de shows em uma boate moderna e ampla, além de uma linha de bailões populares, sempre após os shows principais. Ações de arena e amplo estacionamento, arena, camarotes e arquibancadas, agora cobertas para um conforto maior da população. Shows de primeira grandeza foram atrativos principais da festa que teve, pelo décimo primeiro ano consecutivo, os portões abertos e a entrada franqueada a todos. Jorge & Matheus (21/09 – quarta-feira), Chitãozinho & Xororó (22/09 – quinta-feira), Guilherme & Santiago (23/09 – sexta-feira), Cesar Menotti & Fabiano (24/09 – sábado) e Gusttavo Lima (25/09 – domingo), formaram a grade de shows desta grande festa que se popularizou ao longo desses onze anos.